sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Leigos católicos criam partido político na Itália e defendem a Doutrina Social da Igreja



Um partido político conformado por leigos católicos disputará as próximas eleições regionais da Sicilia (Itália), que serão realizadas no dia 28 de outubro deste ano, como uma alternativa para evitar que os espaços políticos continuem monopolizados por “movimentos contrários ao Evangelho”.

O novo grupo político se chama “Homens novos por uma sociedade de iguais e partícipes” (UeP) e sua lista de candidatos está constituída exclusivamente por “leigos católicos comprometidos com o Evangelho e a doutrina social da Igreja”.
O partido político foi equívocamente denominado por alguns meios de imprensa como “partido dos padres” apesar de que entre seus candidatos não se consta nenhum sacerdote.
Segundo o fundador, o Pe. Felice Lupo, pároco da Igreja de Santo Eugenio Papa, na localidade siciliana do Palermo, o UeP é um “um movimento católico completamente autônomo e independente de qualquer velha nomenclatura partidista e com listas provinciais mas sem nenhum velho político como líder”.

Em uma missiva remetida a outras paróquias da Sicilia, na que pedia apoio ao partido de leigos católicos, o Pe. Lupo explicou que a idéia surgiu da “necessidade de que a atual confusão e o vazio causado pela antipolitica não seja coberto, como está ocorrendo, por movimentos contrários ao Evangelho”.

Entre as propostas do grupo político católico se encontra ordenar as finanças locais em uma região que beira a crise, assim como trabalhar em políticas de governo que favoreçam a família

0 comentários:

Postar um comentário